A Rússia perdeu o controlo do seu telescópio espacial, o Spektr-R, devido a uma falha nos sistemas de comunicação.
              informou este sábado o diretor do Centro Aeroespacial do Instituto Físico da Academia de Ciências, Nikolai Kardashev.

          O telescópio deixou de conseguir reconhecer as instruções enviadas pelo centro de controle da agência espacial russa Roscosmos, mas continua a enviar dados científicos para Terra, explicou a agência de notícias russa Ria Novosti. 

          As autoridades russas estão a tentar recuperar o controlo do telescópio, adiantou a Agência Interfax.

         “Há tentativas para solucionar o problema. Há vários sistemas de comunicação. 
Alguns estão a operar, e outros não. Este tipo de erro já ocorreu anteriormente. Tudo pode ainda vir a funcionar de novo. Assim esperamos”, afirmou Kardashev.

          No entanto, as várias tentativas para recuperar o controlo do aparelho fracassaram até agora. 
           Segundo adiantou uma fonte da Roscosmos à Interfax, o problema pode dever-se a um erro no sistema de comunicação de reserva do telescópio, o último que lhe resta.
          
           A mesma fonte acrescentou que há mais de um ano que o observatório espacial opera apenas com este sistema de comunicações de reserva, após uma falha do sistema principal.

          A vida útil do Spektr-R, um dos maiores telescópios já colocados no espaço, expirou em 2016, mas a Rússia prolongou o seu uso até 31 de dezembro de 2019.
“O projeto de exploração do Universo na faixa de ondas de rádio com ajuda do telescópio espacial Spektr-R será encerrado se não conseguirmos restabelecer a comunicação e o controlo do aparelho”, informou o director do projeto,    Yuri Kovalev.

Postar um comentário: